Ticker do FII HGLG11

7 fatos sobre HGLG11

Credit Suisse Hedging-Griffo Logística (HGLG11) é um dos fundos de logística mais negociados da bolsa. No artigo de hoje, vamos conhecer 7 fatos sobre esse FII.

7 fatos sobre HGLG11

Um dos maiores FIIs do mercado

O HGLG possui quase 1 bilhão e meio em patrimônio líquido. O fundo já passou por 5 emissões. Os gestores ainda anunciaram o desejo de aumentar mais o patrimônio do fundo, então podemos esperar mais emissões no futuro.

Nos últimos 12 meses, o fundo movimentou 1.519,7 bilhões na bolsa. Um número bem elevado para o mercado de FIIs, tornando o HGLG um fundo bastante líquido, ficando com sexto colocado em peso do índice de fundos imobiliários – o IFIX.

Não é só galpão logístico

O objetivo do fundo é investir tanto em galpões logísticos quanto imóvel industriais, ou seja, fábricas.

Ele também tem investido 13,3% do seu patrimônio em outros FIIs. Além disso, 12,9% dos seus recursos estão em Renda Fixa, como CRIs, LCIs e CDBs. Essa grande quantidade em caixa é derivada ainda da última emissão.

Grande diversificação de inquilinos

Os inquilinos são bem diversificados por setor, compreendendo as áreas de Automobilismo, Varejo, Têxtil Farmacêutica, Tecnologia, Embalagens, Aço, Logística e outras.

Atualmente os inquilinos que têm mais peso na receita do fundos são a Volkswagen, a Lojas Americanas, o Condomínio SJC e  a Cremer.

Taxa de administração baixa

A taxa de administração é baixa com relação aos fundos de logística negociados na bolsa. O fundo cobra 0,6% ao ano sobre valor de mercado de negociação em bolsa do fundo.

Essa taxa serve para remunerar o gestor e administrador do fundo e são descontadas antes da distribuição de dividendos do FII. Outro ponto importante é que o FII não cobra taxa de performance, ou seja, quando seus rendimentos são maior que o benchmark, os gestores não são remunerados do isso. 

Tudo isso faz com que o HGLG seja um fundo bem econômico. 

Imóveis localizados no Sudeste e Sul 

O fundo concentra seus 11 imóveis nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, e Santa Catarina. Como a maioria dos fundos de tijolo multi-multi listados na bolsa, a maioria dos imóveis do HGLG estão localizados em São Paulo. 

Contratos balanceados 

O fundo possui um relação bem equilibrada de contratos típicos e atípicos. Um pouco mais da metade dos contratos são típicos (56.1%), com o restante de contratos atípicos (43.9%).

Lembrando que contratos típicos têm a duração de média 5 anos e possuem uma multa razoavelmente pequena para os locatários que queria desocupar o imóvel antes do tempo, além de sofrerem revisões de preço periódicas.

E os atípicos têm uma duração maior do que os contratos típicos. Esses contratos são negociados no começo da alocação e esse valor fica fixo até o final do contrato, nem o fundo e nem o inquilino podem pedir revisões no valor do aluguel.

Quer saber mais sobre Fundos Imobiliários? Temos um guia completo sobre o assunto.

Vencimentos em longo prazo

A maioria dos vencimentos de contrato do fundo estão para depois de 2024, contabilizando 77,3%. Porém, a maioria deles vai passar por revisionais em 2022, contabilizando 43,5%.

A revisional é um aumento ou diminuição do aluguel de acordo com a inflação. No fundo, 49,0% dos contratos serão ajustados pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e 51,0% pelo IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado).

Conclusão 

Esses foram os 7 fatos sobre o FII HGLG11. Para investir com mais consciência tente ler pelo menos os últimos 5 relatórios gerenciais para compreender a trajetória do fundo até o momento atual.

Acredita que o planejamento e a educação financeira podem fazer com que qualquer meta de vida seja alcançada. Busca difundir a administração de dinheiro de forma simples e eficaz através de investimentos.